Seu navegador não suporta javascript!

Programa Avançar Parcerias

Novidade no setor portuário: amanhã (10/05) tem audiência pública de Terminais Líquidos no Pará

Home > Notícias > Novidade no setor portuário: amanhã (10/05) tem audiência pública de Terminais Líquidos no Pará

09 de maio de 2018

Novidade no setor portuário: amanhã (10/05) tem audiência pública de Terminais Líquidos no Pará

Foto: ANTAQ

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (ANTAQ) realiza na próxima quinta-feira (10), em Belém/PA, audiência pública com objetivo de colher contribuições sobre os documentos técnicos e jurídicos (edital de licitação, contrato de arrendamento, documentos técnicos e seus anexos) relacionados à licitação de cinco terminais no Porto de Belém (BEL02A, BEL02B, BEL04, BEL08 e BEL09) e um novo terminal no Porto de Vila do Conde (VDC12). Todos esses projetos integram o portfólio do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). Os seis terminais serão dedicados a granéis líquidos (combustíveis) e estima-se que irão fomentar R$ 485 milhões em investimentos.

A audiência acontecerá no Salão Ouro, do Belém Soft Hotel, com início às 10 horas. O credenciamento será realizado no local, das 9h30 às 10h30. Os documentos da consulta pública nº 01/2018-ANTAQ poderão ser acessados neste link.

A implementação dos empreendimentos promoverá a expansão, a modernização e a otimização da infraestrutura e da superestrutura da Companhia Docas do Pará – além de estimular a concorrência e incentivar a participação do setor privado nas atividades portuárias. 

“Tais empreendimentos são excelentes oportunidades de investimento diante do cenário de retomada econômica que o Brasil apresenta, aliado ao fato de que o setor de combustíveis tem sido priorizado pelo Governo Federal juntamente com as autoridades portuárias”, ressalta Diogo Piloni, diretor do setor portuário do PPI.

Vale destacar, também, a mudança de estratégia comercial da Petrobrás que está focada em produção de óleo e gás, abrindo espaço para novos players no setor de distribuição de combustíveis, com maiores incentivos para a importação e estocagem do produto - especialmente na região Norte do País.

“Pretende-se melhorar a infraestrutura no Porto de Miramar, no curto/médio prazo, por meio de investimentos em dragagem do canal de acesso e estruturas de atracação, permitindo a operação de navios de maior capacidade. Ao mesmo tempo, fomenta-se uma mudança na lógica de distribuição de combustíveis na região no médio/longo prazo, com o lançamento do primeiro terminal em Vila do Conde, que possui hoje áreas de expansão e possibilidade de receber embarcações de maior porte, podendo inclusive se tornar um hub de combustíveis para o Norte do país”, completou Piloni.

Histórico - Em 2017, segundo dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a produção brasileira de derivados de petróleo foi de 105,8 milhões de m³, tendo exportado 11 milhões de toneladas - sendo que quase sua totalidade foi composta por gasolina e óleo combustível. Os volumes de importação alcançam cerca de um milhão de toneladas, com destaque para o diesel, com aproximadamente 80% desse volume.

Fonte: PPI

Leia outras notícias

  • Governo apresenta programa de concessões a empresários em Xangai

    Continue lendo
  • Avançar Parcerias: mais de 70 projetos serão concluídos este ano

    Continue lendo